Dieta mediterrânea: O que é? E quais são os benefícios?

Por /
22 novembro, 2017

A dieta mediterrânea ganhou esse nome por ser uma dieta específica de países que banham o mar mediterrâneo: Itália, Líbano, Grécia, Espanha, Egito, Marrocos, Líbia e Turquia. Pode até parecer estranho, que países tão diferentes costumam ter uma dieta parecida. Porém isso acontece pela cultura do solo e a agricultura que são bem semelhantes.

Vamos entender melhor?

No que consiste a dieta mediterrânea e quais são os benefícios?

Para você que quer aderir a dieta mediterrânea na sua vida e incluir como a sua dieta oficial, precisa estar ciente de que ela é bem regrada e exclui (não) totalmente o consumo de alimentos industrializados, açúcar, alimentos gordurosos – gordura ruim, carboidrato ruim, sal em excesso, carnes gordas e entre outros alimentos que fazem mal para a saúde.

A dieta é muito rica em folhas, frutas, cereais, peixes (alguns peixes específicos que vamos ver logo abaixo), leguminosas como a lentilha, vinho, oleaginosas, azeite de oliva extra virgem, leite desnatado e queijo, entre outros.

Benefício de cada grupo alimentar

Peixes

Os peixes devem ser consumidos pelo menos em três dias da semana, mas não é qualquer peixe; os mais indicados são: salmão, sardinha, tilápia e pescada. São peixes ricos em ômega 3, proteínas, entre outros nutrientes essenciais para o nosso organismo.

Frutas

As frutas entram como opção de sobremesa após as refeições, ou durante o café da manhã. Ricas em vitamina e minerais, as frutas também são igualmente importantes na dieta mediterrânea.

Leguminosas – grãos integrais

Entram como uma fonte de proteína riquíssima para o almoço ou jantar. Essencial na dieta, os grãos integrais fornecem proteínas diárias necessárias para a saúde. Grão de bico, lentilha, feijão, soja podem e devem ser incluídos durante as refeições. Não todos de uma vez, claro. O ideal é ir alternando as opções a cada dia.

Oleaginosas

Neste grupo alimentar inclui castanhas, amêndoas, nozes, pistache. São alimentos essenciais para a saúde, pois previnem alguns tipos de câncer, diminui o colesterol ruim (LDL) no organismo, são fontes de proteína e gordura boa e protegem o sistema cardiovascular.

Apesar de todos esses benefícios, esses alimentos devem ser consumidos com cautela, pois, tudo aquilo que consumimos em excesso pode ter o efeito contrário.

O ideal é de 3 a 5 porções de um desses alimentos por dia, mas para que você saiba a quantidade adequada para você, é necessário se consultar com um nutricionista. Ele saberá indicar a quantidade correta de acordo com o seu peso, sua altura e suas necessidades.

Vinho

O vinho tinto também faz parte dessa dieta, mas ele deve ser consumido moderadamente, somente uma taça por dia, ok?! O vinho tem substâncias como resveratrol e polifenóis que protegem o coração.

Leite e queijo

São ricos em cálcio e uma boa fonte que irá atuar na prevenção da osteoporose. Lembrando que o melhor queijo é o branco, pois os demais são ricos em gordura, que se consumidos em excesso fazem muito mal à saúde. Além disso, opte pelo leite desnatado, que é a opção menos gordurosa.

Azeite de Oliva extra virgem

O azeite é bom para o coração e também para o colesterol bom do nosso organismo.

Legumes e verduras

Precisam existir em abundância na dieta mediterrânea, isso porque todos os vegetais e as verduras são ricas em diversos tipos de minerais, potássio, vitaminas, etc. Além disso, vale lembrar que o tomate é um dos frutos mais importante nessa dieta.

Consulte o seu nutricionista e converse com ele sobre a dieta mediterrânea.

Beijos beijos!

Assuntos Relacionados

Faça um Comentario no Facebook deste assunto

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *