Como os horários das refeições podem afetar o emagrecimento

Por /
12 outubro, 2017

Determinar os horários das refeições faz parte da complexa receita para uma vida saudável, que, todos nós sabemos, não é fácil de seguir, porém como a rotina é muito necessária e pode influenciar no emagrecimento, vim falar um pouco sobre isso por aqui.

Vem ver!

O estilo de vida imposto a todos nós, com muita ocupação e multiplicação de tarefas, não favorece uma alimentação saudável, seja no que diz respeito aos horários, ou até no que diz respeito à qualidade.

De qualquer forma, devemos, na medida do possível, tentar estabelecer uma rotina, disciplinar e qualificar a alimentação.

Mas vamos ao que interessa?

Por quê os horários das refeições influenciam o emagrecimento?

Um dos maiores problemas de saúde pública nos dias de hoje é o sobrepeso. As pessoas, que estão acima do peso, estão sujeitas a uma série de doenças, que se tornam mais ameaçadoras na medida em que a idade avança.

A falta de rotina interfere negativamente nos resultados de quem está buscando o emagrecimento. Quando os horários das refeições são organizados e respeitados, o corpo se adapta a isso. Porém, quando os horários não são organizados ou seguidos, o cérebro ordena ao corpo que armazene energias para suprir a escassez. É uma reação natural de autopreservação do corpo, mas o problema é que o metabolismo se torna mais lento, havendo menor queima de calorias.

Dois aspectos importantes sobre os horários das refeições.

É por isso que a busca de equilíbrio entre ingestão de calorias e gasto energético ganhou um novo integrante, que é o horário e os intervalos entre as refeições.

Estamos vendo cada vez mais, aquelas receitas milagrosas que pregam cinco e até seis refeições diárias. Pode funcionar? Sim, a partir do momento em que disciplinam a alimentação e mantém a chamada termogênese em ritmo regular.

No entanto, se a pessoa fizer de três a quatro refeições e houver uma disciplina quanto aos horários, o cérebro manterá o ritmo do metabolismo da mesma maneira. O risco são aquelas famosas beliscadas entre as refeições. Por quê? Quanto mais tempo ficamos sem fazer uma refeição, mais estamos sujeitos a ficar com fome.

De qualquer forma, não adianta fazer quatro, cinco ou seis refeições se o balanço dos nutrientes não é adequado, se você não pratica atividade física ou, em outras palavras, consome mais calorias do que gasta de energia. Tudo que é consumido em excesso precisa ser armazenado ou eliminado pelo organismo.

Outro ponto importante, é que alguns estudos vem mostrando um outro aspecto que envolve os horários das refeições. Eles mostraram que pessoas sujeitas às mesmas dietas que fazem as refeições em horários diferentes tendem a perder mais ou menos peso.

Em outras palavras, as pessoas que fazem suas refeições mais cedo são as que têm maior propensão a perder peso. Segundo o estudo a diferença média é de 30%.

O que não devemos nunca deixar de levar em conta, é que a função da alimentação é fornecer ao nosso corpo nutrientes e energia para desempenharmos as tarefas do dia a dia, ok?!

A principal função de uma dieta, qualquer que seja, é garantir que a alimentação desempenhe essas funções adequadamente, inclusive se essa dieta estiver atrelada a um programa de emagrecimento.

A disciplina é importante em todos os aspectos da vida. Num programa de emagrecimento, combinar alimentação correta com exercícios físicos regulares é essencial para obter bons resultados, não esqueça disso e você obterá sucesso em seus objetivos.

Beijos beijos!

Tags:

Assuntos Relacionados

Faça um Comentario no Facebook deste assunto

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *