Itens que ressecam seu rosto que você nem sabia

Por /
28 janeiro, 2016

Oi, meninas!

Costumamos sempre cuidar da saúde da nossa pele, não é?! A pele do nosso rosto, por estar sempre exposta merece uma atenção e um cuidado redobrado.

Porém existem muitos itens que além de não contribuírem nada com a nossa pele, fazem muito pelo contrário, acabam ressecando e piorando-a.

Pensando nisso, trouxe pra vocês alguns itens que ressecam seu rosto que você nem sabia.

Lavar com água quente

Quando lavamos o nosso rosto com a água muito quente, acabamos perdendo o manto lipídico, que é o que auxilia a reter a umidade natural da pele. Além de a água quente estimular a produção do sebo na pele. Portanto prefira sempre a água morna ou fria.

Lavar com esponja

Não é recomendado usar esponja e muito menos buchas para lavar o rosto. Isso por quê o atrito delas com a pele agravam o ressecamento do rosto, sem contar que deixam ela muito mais sensível. O ideal é lavar com as mãos mesmo e em movimentos circulares.

Lavar em excesso

Quando lavamos muito o nosso rosto, o ressecamento da nossa pele aumenta, além de estimular a produção da oleosidade. É recomendado lavar apenas duas vezes ao dia.

itens_que_ressecam_seu_rosto_que_você_nem_sabia-carol_magalhães-2

Maquiagem

Já falei algumas vezes aqui no blog, que a maquiagem é uma grande vilã para nossa pede. Claro, que não estou falando pra não usarem mais. Porém, é muito importante retirá-la sempre, não dormir maquiada em hipótese alguma. Pois o acúmulo de resíduos causa vermelhidão, manchas, menos elasticidade e o ressecamento da pele.

Sabonete inapropriado

Quando usamos um sabonete que não é próprio para o rosto, nossa pele pode descamar, ficar com vermelhidão, coçar e até dar alergias. O ideal é comprar algum sabonete que tenha como fator hidratante e que seja suave. Se lavar o rosto com algum sabonete e seu rosto ficar ressecado ou com um aspecto diferente, troque imediatamente de sabonete.
Espero ter ajudado um pouco, meninas!!
Beijos!!
Tags:

Assuntos Relacionados

Faça um Comentario no Facebook deste assunto

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *